sexta-feira, 31 de maio de 2013

POLEGARES CORTADOS - Juízes 1.5-7



Adaptado por Járber Sousa
INTRODUÇÃO
Esta semana fui impactado por uma das reflexões do PASTOR JEFERSON CAMPANELLI – RS sobre o texto de Juízes 1.5-7 “Polegares Cortados”. Mensagem que desejo compartilhar com meus leitores e seguidores do http://www.facebook.com/jarber.sousa. Lógico que acrescida de alguns detalhes a mais. Não serei hipócrita a ponto de afirmar que é um esboço meu, que não é! Na verdade selecionei alguns pontos importante esboçando a mensagem pregada e como resultado de uma pesquisa com o desejo de me aprofundar ainda mais nessa mina, apresento aos meus nobres amigos uma noção do contexto político e religioso em que se encontrava a tribo do sul, após a morte do general Josué. Coloco a disposição dos meus leitores as fontes de pesquisa (sites, blogs e referências) para que meus ilustres sejam ainda mais motivados a estudar as Sagradas Letras. Desejo honestamente que meus leitores sejam tão edificados quanto eu. Se forem mais, me regozijarei!
TEXTO BASE - Juízes 1.5-7
“Em Bezeque, encontraram Adoni-Bezeque e pelejaram contra ele; e feriram aos cananeus e aos ferezeus. Adoni-Bezeque, porém, fugiu; mas o perseguiram e, prendendo-o, lhe cortaram os polegares das mãos e dos pés. Então, disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, a quem haviam sido cortados os polegares das mãos e dos pés, apanhavam migalhas de baixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E o levaram a Jerusalém, e morreu ali.”
Contexto Histórico de Juízes[1]
Juízes cobre um período caótico na história de Israel: cerca de 1380 a 1050 aC. Sob a liderança de Josué, Israel conquistou e ocupou de forma geral a terra de Canaã, mas grandes áreas ainda permaneceram por ser conquistadas pelas tribos individualmente. Israel praticava continuamente o que era mau aos olhos do Senhor e “não havia rei em Israel, porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos” (21.25). Ao servirem de forma deliberada a deuses estranhos, o povo de Israel quebrava a sua aliança com o Senhor. Em conseqüência, o Senhor os entregava nas mãos dos opressores. Cada vez que o povo clamava ao Senhor, este, com fidelidade, levantava um juiz a fim de prover libertação ao seu povo. Estes juizes, a quem o Senhor escolheu e ungiu com o seu Espírito, eram militares e civis. O Livro de Juizes não olha apenas retroativamente para a conquista de Canaã, liderada por Josué, registrando as condições em Canaã durante o período dos juízes, mas também antecipa o estabelecimento da monarquia em Israel.
Israel estar sem um líder. Josué começa com um líder e juízes termina sem um líder. Os dois livros começam com a mesma narrativa, narrando a morte de um líder. A diferença é que em Josué, depois da morte de Moisés, Deus levanta Josué. Em juízes, Deus levanta um líder. Em Josué foi Deus quem escolheu a Josué, mas em juízes, deus não teve a primazia de escolher um líder; “não havia rei em Israel, porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos” (21.25).
Adoni-Bezeque era um rei cananeu, um rei ímpio que não fazia parte do povo de Deus. Ao rei vencido cortava os polegares das mãos e dos pés e punha para viver como cão embaixo da sua mesa. Era perverso. Este rei reconheceu que Deus lhe pagou na mesma moeda. Ele reconheceu que o seu castigo não veio dos homens, mas veio de Deus.[2]
Este era o inimigo a ser enfrentado pelos hebreus de Judá, um inimigo cruel que humilhava reis conquistados cortando seus polegares. O texto em apreço relata o seu destino tendo o mesmo fim que seus reis subjugados. De acordo com a ciência, 40% do peso do corpo está sustentado sobre os polegares dos pés. Isto nos faz entender algumas lições as quais quero compartilhar com os meus irmãos/amigos.
1. SEM OS POLEGARES DOS PÉS
a.       Perdemos o equilíbrio
Uma metáfora para aclarar a ideia de uma pessoa desequilibrada, é a de um ébrio, uma pessoa dominada pelo álcool. Sem equilíbrio é impossível nos mantermos em pé. Permanecermos na posição de combate para enfrentarmos o inimigo que ruge como leão procurando nos devorar.
Ah! Santos de Deus que não sejamos desequilibrados, mas, que tenhamos nos lábios o cântico do salmista; “tirou os meus pés de um lamaçal de pecado, de um charco de lodo e firmou os meus pés sobre uma rocha e pôs nos meus lábios um novo cântico.”
b.      Não chegamos muito longe
Muitos estão estagnados, não saem mais do calabouço. Não conseguem sair do lugar. Não avançam para a conquista, para tomarem posse das bênçãos do SENHOR. Sem os polegares a Igreja não progride em missões, não pode ser qualificada como tendo os “pés formosos”.
Deus deseja que marchemos. Sigamos avante, prossigamos, há muitas terras para se conquistar. Precisamos nos mover, prosseguir para o alvo, mas jamais conseguiremos se tivermos com os polegares dos pés cortados. Até nos movemos, mas não o suficiente para fugirmos das astutas ciladas do diabo. Unge o teu pé, unge a tua mão e teus olhos, Deus tem bênçãos para os filhos que permanecem nos seus estatutos.
2. SEM OS POLEGARES DAS MÃOS
a.       Não podemos mais segurar a espada
Esse é o desejo de satanás, que muitos crentes não tenham mais habilidade com as armas do Espírito, não manuseiem mais a Espada do Espírito. Precisamos da Palavra. Somente por ela é que satanás é vencido. Jesus usou a Palavra para vencê-lo na tentação do deserto. É pela Palavra que guardamos o nosso coração para não pecarmos contra o Senhor. É ela que clareia o nosso caminho e ilumina os nossos pés.
b.      Não trabalhamos com eficiência
Podemos até fazer alguma coisa, mas, com deficiência, sem o resultado devido, esperado. É o que nós vemos hoje, pessoas que estão na igreja, são ministro, embaixadores do reino, mas, não produzem. Não granjeiam talentos, não ganham almas. Fala bonito com sua oratória, mas não convence com a Palavra. Cuidam bem da aparência, mas, não cuidam do espírito.
3. SEM OS POLEGARES VIVEREMOS DEBAIXO DA MESA DO INIMIGO
Os homens do verso 7, eram reis, não eram pessoas comuns. Eram homens de história, que tinham conquistado povos, que tiveram glória, honra. Homens que sentaram num trono que possuíam riquezas e eram homens de sucesso. Mas, agora, eram homens com os polegares cortados que viviam comendo as migalhas que caiam da mesa do seu inimigo.
Não deixe que o inimigo toque nos teus polegares, eles são os que ajudam a marchar a prosseguir, te dão habilidades. Cuida deles caso contrário, serás subjugado debaixo da mesa do teu inimigo.
CONCLUSÃO
Diante dessa rica reflexão com o auxílio da mensagem do Pastor Campanelli, tenho de Deus uma palavra de ânimo para o seu coração. Mesmo em meio ao caos espiritual e moral de Judá, vemos nitidamente o Espírito Santo em ação. Deus até permite que seu povo sofra por abandoná-lo, negligenciar sua obra, mas, há promessas, há solução. Há o Espírito de Deus que o mundo não conhece, mas que habita em nós, assim como agiu no tempo dos juízes, agirá hoje e até que Cristo venha.
A atividade do Espírito Santo do Senhor no Livro de Juízes é claramente retratada na liderança carismática daquele período. Os seguintes atos heróicos de Otniel, Gideão, Jefté e Sansão são atribuídos ao Espírito do Senhor:
v  O Espirito do Senhor veio sobre Otniel (3.10) e o capacitou a libertar os israelitas das mãos de Cusã-Risataim, rei da Síria.
v  Através da presença pessoal do Espírito do Senhor, Gideão (6.34) libertou o povo de Deus das mãos dos midianitas. Literalmente, o Espírito do Senhor se revestiu de Gideão. O Espírito do Senhor capacitou este líder escolhido por Deus e agiu através dele para implementar o ato salvífico do Senhor em benefício do seu povo.
v  O Espírito do Senhor equipou Jefté (11.29) com habilidades de liderança no seu empreendimento militar contra os amonitas. A vitória de Jefté sobre os amonitas foi o ato de libertação do Senhor em benefício de Israel.
v  O Espírito do Senhor capacitou Sansão e executar atos extraordinários. Ele começou a impelir Sansão para sua carreira (13.25). O Espírito veio poderosamente sobre ele em várias ocasiões. Sansão despedaçou um leão apenas com as mãos (14.6). Certa vez matou trinta filisteus (14.19) e, em outra ocasião, livrou-se das cordas que amarravam as suas mãos e matou mil filisteus com uma queixada de jumento (15.14,15).
O mesmo Espírito Santo que deu condições a esses libertadores para que fizesse façanhas e cumprissem os planos e propósitos do Senhor continua operante ainda hoje.
Texto adaptado da Mensagem do Pastor Jeferson Campanelli, pregada na AD-Bacabal no dia 27/05/13.

Ev. Járber Sousa
Ministrado na Confraternização de Jovens da AD – Min. de Presidente Dutra-MA

6 comentários:

  1. boa explanação irmão, vale ainda ressaltar que Deus nos deu nos polegares uma identidade única no mundo inteiro(digitais), no entanto, o inimigo de nossas almas, subjuga os servos de Deus lhes tirando exatamente o que o identifica como um servo do senhor! Isso é retratado qdo vemos que a maioria dos obreiros hoje querem imitar seus líderes, pregam, fazem gestos, entonam suas vozes, tal como seus líderes. Enquanto a palavra nos ensina que devemos ser imitadores de cristo, isso também os faz alimentarem- se das migalhas de seus senhores!Num corpo todos os órgãos tem sua particular importância, mesmo sendo tão diferentes, como ensina o espírito santo em corintios...APDSJ

    ResponderExcluir
  2. A paz do Senhor Jesus!
    Todos devemos pedir para o Senhor nos afastar dos caminhos maus, nos fortalecendo com a presença do Santo Espírito.
    Este rei era um rei muito ruim, e além de ruim, gostava de humilhar aos seus inimigos, mesma coisa que Satanás faz conosco quando estamos errados, pois nos envergonha para que nossa vida espiritual enfraqueça.

    ResponderExcluir
  3. Que vc sempre deixe Deus usa-lo p abençoar a vidas daqueles que buscam conhecer o que está nas entrelinhas de cada versículo

    ResponderExcluir
  4. A paz do Senhor meus amados essa sim é a gloriosa inerrante palavra de Deus que é mais afiada do que uma espada de dois gumes.

    ResponderExcluir
  5. Que a paz de cristo esteja com vcs. lindo os propósitos de Deus .com esses homem !ninguém faz nada sem a ajuda do espírito santo.

    ResponderExcluir
  6. Que a paz de cristo esteja com vcs. lindo os propósitos de Deus .com esses homem !ninguém faz nada sem a ajuda do espírito santo.

    ResponderExcluir